EM CASO DE ÓBITO: 4020-2358 (disque a partir da sua cidade)
CENTRAL DE ATENDIMENTO AO CONVENIADO: 0800 024 1150
Plano Funerário Familiar
a partir de R$ 75 mensais
Grátis
  • Assistência Residencial
  • Consultas PET
  • Mecânico e Guincho (carro e moto)
  • Seguro de vida de 20 mil
Garanta hoje a proteção que sua família merece.

Quem disse que a internet não é lugar para a terceira idade?

Conheça os idosos que dominaram as redes sociais e viraram influenciadores digitais

de Amar Assist , 22 ABRIL de 2021

Mulher em pé perto de uma flor de pétalas amarelas

Quando lemos artigos da área da saúde, aprendemos que uma boa autoestima beneficia a saúde. Já a baixa autoestima pode gerar depressão, fobias, insegurança e dificuldade de fazer novas amizades. Logo, é importante que o envelhecimento ocorra de forma natural e livre de preocupações. Ou seja, que o idoso se sinta bonito e compreenda que a sua presença é importante para a sua família, mesmo que ele não consiga mais desempenhar as tarefas com a mesma habilidade do passado.

Nós sabemos que caminhar devagar, ter pequenas falhas na memória e apresentar rugas no rosto são processos inerentes ao envelhecimento. Então, por que encaramos essas situações como se elas fossem um sinal de franqueza ou defeito? 

Para romper com esse paradigma, diversas pessoas com mais de 60 anos estão produzindo conteúdo para o Youtube e outras redes sociais. Não há dados oficiais sobre a quantidade de canais criados por pessoas com mais de 60 anos, porém, atualmente, há muitos idosos fazendo sucesso e ganhando um bom dinheiro com isso. Entretanto, vale destacar que o objetivo principal desses vovôs youtubers é mostrar que não importa a idade que você possui, você pode sonhar, criar, ousar, se divertir e usar a roupa que quiser. 

De acordo com os estudos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nos últimos anos, a terceira idade representa o grupo que mais aumentou percentualmente entre os novos usuários da internet. Além disso, até 2039, o Brasil terá mais anciãos do que crianças. 

Sendo assim, mais do que nunca, está na hora de quebrarmos esse conceito de que “coisa de idoso” é fazer crochê, jogar dominó na praça e dormir à tarde. Conheça neste post os idosos que estão fazendo sucesso nas redes sociais. Boa leitura!

 

Avós da Razão

Há mais de 50 anos, três garotas se conheceram: Sônia, Gilda e Helena. Essas três amigas de longa data costumavam se encontrar em botecos para conversar. Em um belo dia, elas perceberam que não existia na internet um canal sobre a vida real de uma idosa. Pensando nessa questão, elas decidiram criar um canal no Youtube chamado Avós da Razão”. 

Com senso de humor ácido e experiente, o trio de senhoras esclarece perguntas e comenta sobre inúmeros temas. Ainda que a questão seja polêmica, elas não fogem do assunto, afinal, o mais importante é responder com sinceridade e sem puritanismo. O propósito do canal não é somente dar voz ao público com mais de 60 anos, mas também inspirar essas pessoas a serem o que quiserem. 

Falar sobre plano funerário ainda é um tabu, porém, imprevistos acontecem. Saiba como se planejar financeiramente!

Gira Regina


Aos 75 anos, a atriz Regina Vogue, que possui mais de 50 anos de carreira e é referência em teatro para crianças, decidiu encarar um novo desafio: um canal no YouTube. Os vídeos do "Gira Regina" abordam de forma simples, afetiva e despretensiosa temas como: solidão, sexo e vivências da infância. 

Segundo Regina, os seus conteúdos são autênticos e mostram os desafios próprios dessa faixa etária. Porém, o grande diferencial é exibir um conteúdo jovem protagonizado por uma mulher de 75 anos, que está disposta a inspirar os novos velhos do país. Os episódios são semanais e trazem inquietações e reflexões por meio de histórias animadas e comoventes.  

Sou 60


Em 2015, a jornalista Roberta Zampetti criou o canal “Sou 60”, o sucesso foi tanto que o conteúdo foi parar na tv. Atualmente, os canais “Rede Minas” e “TV Brasil” exibem o conteúdo desse canal do Youtube.  O programa debate o envelhecimento de forma aberta, corajosa, com seriedade e otimismo.

Além disso, o “Sou 60” aborda temas como cidadania, sexualidade, saúde, mercado de trabalho, comportamento, tecnologia, roteiros de viagem e exemplos inspiradores. Também apresenta depoimentos e entrevistas com pessoas dessa faixa etária. 

A meta desse canal é conscientizar as pessoas sobre a necessidade de enxergar a terceira idade como um grupo interessante e cheio de talentos, para que o envelhecimento se torne algo prazeroso e saudável. 
 

Silvio Matos

Antes de criar o seu próprio canal no Youtube, Silvio Matos, 75 anos, participou dos vídeos do canais Parafernalha e Porta dos Fundos. Hoje, ele é um dos exemplos de seniores que se aventuraram na produção de conteúdo para a web. Em seu perfil, Silvio fala sobre inúmeros temas. Segundo a descrição da página: "Neste canal, você vai encontrar vídeos sobre temas variados, desde vídeos de humor e poesias até histórias, contos e fábulas, orações e também vídeos de trabalhos em que participei em teatro, tv e cinema, ou seja, é um canal com conteúdo variados pra todos os gostos"
 

Papinho


Dificilmente, você não assistiu ao vídeo de um senhor simpático que ensina como fazer o “slime perfeito”. Para quem não está se recordando, “slime” é uma geleca, um brinquedo em forma de massa gelatinosa, também conhecido por amoeba.  

Com sua simplicidade, Nilson Izaias Papinho ganhou milhares de seguidores. No início do canal, Papinho compartilhava apenas imagens das frutas do seu quintal. Porém, tudo mudou quando ele publicou um vídeo no qual tentava fazer um slime. A receita acabou não dando certo, mas ele não desistiu, postou mais alguns vídeos tentando criar o “slime caseiro”. 

Após algumas tentativas, o senhor simpático finalmente alcançou o seu objetivo. O vídeo com a receita da amoeba perfeita já ultrapassou 15 milhões de visualizações. Na ocasião, o conteúdo de Papinho teve mais audiência do que os vídeos dos seguintes canais: Porta dos Fundos, Felipe Neto e Anitta. 
 

Sueli Gomes Rodrigues 

Após passar por sessões de quimioterapia e por uma cirurgia para retirada de um tumor, Maria Sueli Gomes Rodrigues (@blogdasu70), 70 anos, olhou-se no espelho e não gostou da imagem que viu refletida.  Porém, ela não se deixou abater. Depois de escutar os conselhos de uma amiga, ela decidiu usar as redes sociais para compartilhar dicas de moda e demonstrar que há diversos tipos de beleza. 

Eu me sentia feia, muito magra, até que um dia uma amiga me incentivou a fazer um blog de moda, já que segundo ela, eu me vestia muito bem. Meus seguidores são jovens que se inspiram em mim para dizer às suas mães que existe vida após os problemas, independente do que aconteça”. 

Atualmente, Sueli usa as redes sociais para disseminar que beleza e estilo não possuem idade. 
 

Juan Jose 


Aos 80 anos, Juan José é um youtuber popular! Tudo começou quando a sua neta o incentivou a criar um canal no Youtube para falar sobre as suas viagens pelo mundo. Juan já conheceu Cuba, Vietnã, Itália, Londres e outros países. Todavia, esse não é o único assunto abordado em sua página. Ele também fala sobre comida, tatuagem e família. 

Lucy Pollock

Durante a pandemia, a americana Lucy Pollock, 97 anos, realizou uma live no Facebook para que pudesse reencontrar os seus amigos. Após esse episódio, Mary Ellen Raneri, filha de Lucy, percebeu que a sua mãe tinha muito talento diante das câmeras e a incentivou a produzir vídeos para o Youtube.

Lucy aceitou a sugestão e criou um canal de culinária, o Nona Cocina. Desde então, a senhora Pollocy compartilha os seus dotes culinários.

Ela já ensinou diversas receitas, entre elas, bolos de Páscoa e bolinhos de nozes. O segredo do sucesso é a despretensão de Lucy. Ela diz que não se preocupa com a fama, mas sim com a qualidade do produto e de suas aulas. E isso faz com que os vídeos sejam singelos e naturais. 

Iris Apfel


Ela costuma dizer as seguintes frases: “é melhor estar feliz do que bem vestido” e “Eu me visto para mim. Unicamente para mim. Espero que as pessoas gostem. Mas, se não gostarem, o problema é delas, não meu.”. Dona de uma personalidade marcante, Iris Apfel, 96 anos, chama atenção por onde passa.

Ela foi uma das primeiras mulheres dos EUA a usar a calça jeans e trabalhou como decoradora na Casa Branca durante o mandato de nove presidentes. Aos 84 anos, Iris se tornou referência no mundo da moda. Isso aconteceu porque nessa época ela virou tema de uma exposição no Metropolitan Museum of Art, em Nova York. 

 

Tziporah Salamon  

Aos 26 anos, Tziporah Salamon perdeu sua querida avó e resolveu se mudar para Nova York para buscar seu caminho criativo na vida. Ela se inspirou em sua avó, que era uma mulher estilosa, e criou um blog.

O seu objetivo era mostrar imagens de pessoas mais velhas que poderiam incentivar outras pessoas a olharem para o envelhecimento de uma forma diferente. Porque Tziporah percebeu que a mídia retratava o envelhecimento como uma fase de declínio e ela queria mostrar que a terceira idade era sinônimo de crescimento, liberdade de expressão, criatividade, sabedoria e vitalidade.

 Atualmente, ela possui mais de 30 mil seguidores e é considerada por muitos uma das mulheres mais estilosas de Nova Iorque. Além de posar como modelo para renomadas revistas de moda, ela também concede palestras para estudantes de moda e atua como figurinista em filmes e séries. 
 

Jenny Kee 

Jenny Kee começou a sua trajetória na área da moda trabalhando como modelo na sua juventude. Após alguns anos, ela criou a sua própria grife que é referência no uso de estampas étnicas. Aos 70 anos, Jenny continua sorridente e ativa no mercado de trabalho. Tanto que costuma dizer que: “Não vamos ser velhinhas de cabelo azulado sentadas numa casa de repouso para idosos. E se tivéssemos que viver numa casa de repouso, iríamos com a nossa maconha, nossa comida saudável e muito estilo”.  
 

Sarah Jane Adams  

Sarah Jane Adams já desfilou nas passarelas da semana da moda, estrelou campanhas internacionais e está prestes a lançar seu primeiro livro. Ela conta que, durante a infância e a juventude, passou muito tempo usando uniforme escolar e isso a fez ter senso de estilo e consciência da importância de personalizar as roupas.

Sarah sempre ficou de olho no diferente e no individual. Por muitos anos, enxergou a moda (e principalmente o jeans) apenas como outra forma de uniforme. Logo, ela evitava ao máximo entrar para esse “exército”. Hoje, aos 60 anos, ela é uma referência para as mulheres que gostam do estilo masculino e de uma linha despojada. Sarah gosta de combinar diferentes cores e estampas em seus looks e peças e sempre abusa da irreverência e do bom-humor.

Judith Boyd ​​​​​​​

Tudo começou em um período de tristeza e desespero. Aos 30 anos, o seu marido foi diagnosticado com câncer. Como ele era fotógrafo, eles resolveram utilizar as lentes da câmara como tábua de salvação.  Com leveza, apresentavam o ensaio fotográfico: "o que vestir para a quimioterapia". O que começou como uma forma de enfrentar o momento mais difícil de sua vida se tornou um propósito de existência. 

Hoje, Judith Body impressiona com suas fotos, entretanto, o início não foi fácil. Ela conta que: “a primeira vez que cliquei em publicar no painel do meu blog, fui inundada por sentimentos que frequentemente experimento ao iniciar uma nova aventura, quando não tenho ideia do que estou fazendo ou das consequências. Um toque de medo junto com uma onda de excitação. Uma hesitação enquanto me desafio. Uma sensação de me jogar no abismo e não saber onde vou pousar. Mas então o que poderia ser mais difícil do que assistir meu marido de 30 anos morrendo diante dos meus olhos?.  

Judith explica que a moda é como uma autoexpressão criativa, que transforma e impacta positivamente a maneira como nossa cultura vê o envelhecimento. Sendo assim, o seu blog é o espaço onde ela pode se expressar por meio do estilo e da palavra escrita. Afinal, ela está sempre avançando para o próximo post e para o próximo estilo e evolução de vida. 

Ela diz que a beleza é tão individual quanto todos nós. Todas as raças, todas as idades, todos os gêneros, todos os tamanhos têm a sua própria beleza, pois a beleza é a representação de toda a sociedade. E essa representação importa para a saúde e o sucesso de cada indivíduo e da cultura.

 

Neste artigo, você verificou que a moda existe para todas as idades e para todos os corpos, pois estilo é a expressão do que somos e do que sentimos. Sendo assim, precisamos abandonar aquela frase antiquada: “Não tenho mais idade para isso”. Porque idade não significa nada, apenas números e sonhos jamais envelhecem. Logo: cresça, envelheça e apareça!