EM CASO DE ÓBITO: 4020-2358 (disque a partir da sua cidade)
CENTRAL DE ATENDIMENTO AO CONVENIADO: 0800 024 1150
Plano Funerário Familiar
a partir de R$ 75 mensais
Grátis
  • Assistência Residencial
  • Consultas PET
  • Mecânico e Guincho (carro e moto)
  • Seguro de vida de 20 mil
Garanta hoje a proteção que sua família merece.

Planejamento para morar na praia: benefícios e desvantagens

Confira as 10 melhores cidades litorâneas do Brasil

de Amar Assist , 14 MAIO de 2021

Vitória ainda conserva um clima tranquilo de cidade do interior e os preços dos produtos e serviços são justos.

Morar perto da praia é o objetivo de diversas pessoas. Mas será que viver em cidades litorâneas é tão benéfico assim? 

De acordo com os estudos da Universidade Federal do Ceará e da Universidade de Exeter (Reino Unido), viver perto do mar faz bem para a saúde. Pessoas que moram a menos de um quilômetro do mar possuem mais vigor e disposição, comparadas às que residem nos grandes centros urbanos. 

Segundo a pesquisa da Universidade de Exeter, as cores azul (mar) e verde (natureza) baixam o estresse emocional. Além disso, o som das ondas do mar estimula o córtex pré-frontal do cérebro, área relacionada às emoções e autorreflexões. Isso faz com que o bem-estar e o autoconhecimento sejam expandidos. 

Outros pesquisadores apontam que somos influenciados pelo que está ao nosso redor: flores, mar, trânsito, poluição sonora etc. Sendo assim, paisagens deslumbrantes, som do mar e o canto dos pássaros são calmantes naturais que aumentam a sensação de alegria. 

Quando caminhamos ao ar livre ou nos sentamos debaixo de uma árvore, o nosso ritmo cardíaco e a nossa pressão sanguínea diminuem. Nós também eliminamos as "células assassinas" naturais: linfócitos que passeiam pelo nosso corpo procurando células cancerosas e infectadas por vírus. 

Entretanto, vale destacar que, normalmente, os moradores das áreas urbanas são menos obesos e têm menos chance de cometer suicídio. Fora isso, eles não precisam lidar com a maresia que oxida os eletrodomésticos. Quer saber todas as vantagens e desvantagens de morar perto da praia? Descubra tudo neste artigo. Boa leitura!  

Falar sobre plano funerário ainda é um tabu, porém, imprevistos acontecem. Saiba como se planejar financeiramente!


Asma e bronquite 

O ar salgado do mar é benéfico para pessoas que têm quadros de bronquite e asma, pois o clima litorâneo favorece o fortalecimento do sistema imunológico. Esse clima fortalece as defesas do corpo contra doenças em geral. Porém, os benefícios não param por aí. Ele também proporciona o aumento da circulação corporal e a hidratação da pele, além de melhorar o equilíbrio dos níveis de serotonina. Como esse ar possui íons de hidrogênio com carga negativa, ele ajuda na absorção do oxigênio, o que aumenta a qualidade do sono e diminui a depressão.   

Vitamina D

É dito que o banho de sol eleva a disposição e possibilita uma sensação de bem-estar. Logo, a maior exposição ao sol, proporcionadas pelas cidades litorâneas, traz ótimos efeitos para a saúde. Desde que se respeite os horários adequados, tomar sol facilita a absorção da vitamina D. Essa vitamina fortifica o sistema imunológico, pois eleva os índices de endorfina no corpo, além de ampliar as propriedades do sistema ósseo e ameniza o risco de câncer.    

Ômega 3 

Viver na praia pode representar uma alimentação mais saudável, visto que as regiões litorâneas proporcionam acesso a peixes e frutos do mar frescos. Consequentemente, há maior ingestão de ômega-3, que favorece a absorção de gorduras boas e auxilia na redução do colesterol. 

Atividade física 

Geralmente, a praia é um ambiente que estimula a prática de atividades físicas. Talvez por conta dos espaços ao livre que oferecem diversas opções, como por exemplo: surfe e vôlei.  Para quem não gosta de exercícios intensos, o litoral oferece inúmeras possibilidades, tais como: caminhadas e passeios de bicicleta.

Frequentemente, a correria das grandes metrópoles impossibilita a realização de exercícios regulares. Logo, muitas pessoas acabam montando uma mini academia em casa. Todavia, não podemos negar que praticar um exercício na beira-mar é algo muito mais prazeroso. ​​​Por isso, morar na praia acaba favorecendo uma rotina de treinos

Maresia

Uma das desvantagens de viver nas cidades litorâneas é a questão da maresia. A salinidade do mar oxida metais, diminuindo a vida útil de dos eletrodomésticos, móveis, automóveis etc. Há alternativas para amenizar esses estragos. Limpar as superfícies com frequência e aplicar de óleo de peroba nos móveis de madeira são alguns dos exemplos. 

Alta Temporada 

​​​​É fato que, durante o período da segunda quinzena de dezembro até a primeira quinzena de fevereiro, as praias ficam repletas de turistas. Como resultado, todo esse movimento gera impacto nas cidades litorâneas. Por esse motivo, os moradores enfrentam filas em supermercados, trânsito, falhas no abastecimento de água, entre outros. Não é à toa que, na época de alta temporada para fugir desses transtornos, alguns moradores viajam e alugam as suas casas.

Verão intenso

A temperatura das regiões litorâneas costuma ser mais intensa, logo, alguns objetos como o ar-condicionado, que é considerado um artigo de luxo nas áreas urbanas, é um artigo essencial nas casas de praia. E isso pode representar um aumento significativo no consumo de energia. 

As melhores cidades para quem deseja morar na praia: 

Vitória

Em 2015, Vitória foi classificada como a 2ª melhor cidade para se viver no Brasil pela Organização das Nações Unidas (ONU). Isso aconteceu porque essa cidade, apesar de ser uma capital, ainda conserva um clima tranquilo de cidade do interior e os preços dos produtos e serviços são justos. Sua população é superior a 330 mil habitantes e quase não há trânsito. O clima é tropical e as chuvas se concentram no período entre outubro e janeiro. 

Balneário Camboriú 

Balneário Camboriú apresenta um alto Índice de Desenvolvimento Humano Municipal. E, ainda que essa cidade seja considerada o paraíso para os aposentados, ela tem uma grande população jovem. Por conta dos dois polos universitários de relevância, Balneário Camboriú acaba atraindo milhares de moradores mais novos.  

Recentemente, em uma pesquisa realizada pela Ranking Connected Smart Cities, esse município foi apontado como a cidade mais segura do Brasil. Balneário Camboriú possui 9 praias de belezas naturais e o aquário Oceanic Aquarium, que tem 250 espécies de animais marinhos de todas as partes do mundo. 

Recife

Atualmente, Recife é considerada o Vale do Silício brasileiro, porque é o maior polo tecnológico do Brasil. Inúmeras multinacionais, como IBM e Microsoft, escolhem essa cidade para instalar fábricas e centros de pesquisa. 

Recife é a terceira maior economia no Nordeste. As praias são descritas como um patrimônio brasileiro, visto que algumas são as mais belas do país, por conta de suas areias brancas e mar em uma linda tonalidade de azul. 

Torres 

A Cidade de Torres fica no litoral do Estado do Rio Grande do Sul, na divisa com o Estado de Santa Catarina. Esse município possui as praias mais bonitas do Rio Grande do Sul. As paisagens das praias de Torres são únicas no Brasil, pois não existe nenhuma outra no litoral brasileiro com falésias nesse formato. Nessa cidade, há o Programa Cidade da Oportunidade, um plano de iniciativa da Secretaria Municipal de Trabalho, Indústria e Comércio, cujo propósito é impulsionar o desenvolvimento econômico local, por meio da geração de renda e de novos empregos.

Búzios

Armação dos Búzios, ou simplesmente Búzios, é um município do estado do Rio de Janeiro situado na Região dos Lagos. É uma península com 23 praias, que faz divisa a oeste com Cabo Frio.

Búzios recebe de um lado correntes marítimas do Equador e do outro correntes marítimas do Polo Sul. Logo, possui algumas praias com águas mornas e outras com águas geladas.

Na década de 60, essa cidade ficou famosa por ter sido o destino de férias da atriz francesa Brigitte Bardot. Atualmente, essa localidade é tão visitada por turistas do mundo inteiro que alguns a chamam de 'a Saint-Tropez brasileira'. A temperatura média anual é de 24 °C e o índice pluviométrico (quantidade de chuva por metro quadrado) é o mais baixo do estado de Rio de Janeiro.  

Ubatuba

Ubatuba tem 748 mil metros quadrados de área total, 102 praias, mais de 20 ilhas e grande parte de seu território é de Mata Atlântica intocada. As praias são ótimas para as práticas de surf, mergulho, pesca, vela e para todos os tipos de esportes aquáticos. Além disso, essa cidade conta com três Parques de preservação ambiental. O maior deles é o parque Estadual da Serra do Mar. Na região norte, há o Parque Nacional da Serra da Bocaina.

Esse município também apresenta um dos primeiros parques subaquáticos do Brasil, localizado na área de preservação ambiental do Parque Estadual da Ilha Anchieta. Para finalizar, Ubatuba é habitada por comunidades tradicionais: quilombolas, indígenas e caiçaras, que preservam suas tradições e costumes.   

Aracaju 

Aracaju é tida como a capital com menor desigualdade do Nordeste. Também é o município com os hábitos de vida mais saudáveis do país. É destaque nos projetos de ciclovias e deslocamento urbano. Aracaju é considerada a segunda capital do país com menor índice de fumantes e apresenta um dos custos de vida mais baixos do Brasil.  A cidade tem clima tropical e praias paradisíacas de águas claras e mornas. 

Niterói 

Niterói é apontada como uma das melhores cidades para se viver no Brasil. Essa região ocupa a sétima posição no estudo que mostra o nível brasileiro de desenvolvimento humano por município. De acordo com INEP (Ministério da Educação), Niterói tem o maior índice de frequência escolar entre a população de 7 a 14 anos. Sendo assim, essa cidade possui beleza e qualidade de vida. Niterói é uma cidade aberta ao mar, que apresenta praias lindíssimas. Algumas são banhadas pelas águas da Baía de Guanabara e outras pelo oceano Atlântico. 

Palmas 

​​​​​Palmas é a capital mais nova do Brasil, foi fundada em 1989 e 100% planejada. Devido ao planejamento urbano, esse município tem avenidas longas e largas, intercaladas por rotatórias ajardinadas e parques. 

Ela é referência nos índices de qualidade de vida, ocupando a posição 422 no ranking da Firjan. Segundo uma pesquisa elaborada pela empresa Macroplan, que destacou as melhores cidades do país, Palmas ocupa a segunda posição no quesito saúde e quarto lugar nos critérios cultura e educação. 

A cidade tem temperatura média de 27 graus e praias de águas doces.  Essas praias são lagos de água doce do Rio Tocantins, formados devido às atividades da Usina Hidrelétrica Luiz Eduardo Magalhães. 

Ilhéus 

​​​​​​​

O indicador do Instituto de Longevidade Mongeral Aegon aponta a cidade de Ilhéus como uma das melhores cidades do estado da Bahia para envelhecer. Esse município possui um alto Índice de Desenvolvimento Urbano para Longevidade e se destaca entre as cidades grandes da Bahia, apresentando resultados mais satisfatórios do que os da cidade de Salvador.

Ilhéus é a cidade com o maior litoral do estado. Romances como “Gabriela, Cravo e Canela” e “Terras do Sem Fim” têm Ilhéus como cenário e são responsáveis pela imortalização dessa região na literatura.

 

Você conhece alguém que sonha em morar na praia? Compartilhe esse texto com os seus amigos que possam se  interessar em conhecer melhor os benefícios das cidades litorânea


Artigos Relacionados